17 de jul de 2015

Intolerância a lactose na terceira idade.






Com o passar dos anos, é normal que o nosso corpo já não se comporte do mesmo jeito. Um desses sinais pode ser a deficiência na produção de lactase – uma enzima que é necessária para digerir o leite e seus derivados.
Quando há a falta dessa enzima, a intolerância à lactose é uma das prováveis consequências disso. Nem todo mundo sabe dessa possibilidade e acaba deixando de consumir o leite e seus derivados, que são fontes de vitaminas necessárias para o nosso corpo. Com o avançar da idade, é natural que haja um declínio na produção da enzima lactase pelo organismo humano, responsável pela quebra da lactose. Isso também pode ocorrer em função de eventuais lesões no intestino. No Brasil, cerca de 70% dos adultos têm apresentado algum grau de intolerância . O leite zero lactose é um leite muito mais leve e de fácil digestão. O motivo é simples: no processo produtivo, é adicionada ao leite a enzima lactase, a mesma enzima que o organismo deveria produzir para a digestão do próprio leite – com a função de quebrar a lactose, o açúcar dele. Nesse processo, o leite permanece com todas as suas propriedades nutricionais e com sabor levemente adocicado, mas sem adição de açúcar. 
Além de rico em vitaminas, também tem um baixo teor de gordura – por ser semidesnatado. Por todas essas qualidades, o leite zero lactose está sendo consumido até por pessoas que não apresentam intolerância, mas que sempre buscam uma vida mais saudável.
Não há necessidade em deixar de consumir leite e seus derivados, é só diminuir o consumo ou procurar produtos alternativos. Ex: eu ingiro leite uma vez ao dia e quando quero comer queijo branco não tomo leite junto, caso leite normal, com o zero lactose não há problema em ingerir juntos.
Procure orientação de uma Nutricionista, é sempre bom ter um acompanhamento de uma profissional. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário